Bolsonaro diz que TV Escola “deseduca” e chama Paulo Freire de “energúmeno”

Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta segunda-feira (16) que a programação da TV Escola “deseduca” e chamou o educador Paulo Freire de “energúmeno”.

“Você conhece a programação da TV Escola? Deseduca”, afirmou o presidente na saída do Palácio da Alvorada ao ser questionado sobre a não renovação do contrato por parte do Ministério da Educação (MEC) com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), responsável pela TV Escola.

“Queriam que assinasse agora um contrato, o Abraham Weintraub [ministro da Educação], de R$ 350 milhões. Quem assiste a TV Escola? Ninguém assiste. Dinheiro jogado fora”, acrescentou.

Segundo Bolsonaro, a educação do Brasil tem desempenho ruim em avaliações por causa “dessas programações” como a da TV Escola que, na sua opinião, tinha uma programação “totalmente de esquerda”, que promovia “ideologia de gênero” com recursos públicos.

“Os caras estão há 30 anos sendo formados assim. Tem muito formado aqui em cima dessa filosofia. Do Paulo Freire da vida. Esse energúmeno aí ídolo da esquerda”, atacou o presidente.

Com informações do G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.