Bolsonaro aponta que não vai assinar Prêmio Camões de Chico Buarque

Foto: Divulgação

Em entrevista concedida nesta terça-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro disse que tem até dezembro de 2026 para assinar o Prêmio Camões recebido pelo músico Chico Buarque, sinalizando que não pretende assinar a honraria, pelo menos neste momento. A cerimônia de premiação está marcada para abril de 2020.

“É segredo. Chico Buarque?”, disse o presidente ao jornalista Gustavo Uribe, da Folha. “Eu tenho prazo? Até 31 de dezembro de 2026, eu assino”, completou.

Apesar do diploma não estar com o autógrafo de Bolsonaro, o valor que o Brasil deve desembolsar já foi pago, em junho. Brasil e Portugal pagam, cada um, metade do prêmio total de 100 mil euros (R$ 447,3 mil).

Segundo a reportagem, a cúpula do governo está dividida sobre a assintaura. Parte crê que é uma questão apenas protocolar e evitaria problemas com o governo de Portugal, comandado pelo socialista Antonio Costa, e os mais ideológicos veem a recusa como um “gesto político”.

Com jornalismo e ficção, o Documento Audiovisual “QUARENTA”, pra não esquecer, vai contar o que viveram e sentiram os moradores de Florianópolis e Região no fato conhecido como Novembrada que, no dia 30 de novembro, completa 40 anos. Saiba mais em https://www.catarse.me/quarenta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.