Bolívia: o próximo alvo

Foto: Reprodução IELA.

Por Elaine Tavares. 

O país comandado por Evo Morales e García Linera é um dos poucos da grande onda progressista da América Latina que ainda se mantém sem grandes problemas internos. Mas, isso pode mudar a partir de agora, visto que no próximo ano haverá eleições presidenciais e a proposta do império estadunidense é retomar cada país que esteve atuando no sentido de garantir mais soberania.

Por isso não causam surpresa as mentiras que começam a ser disseminadas através do braço midiático armado dos EUA, que é a CNN, bem como através de alguns organismo internacionais financiados pelas fundações estadunidenses. Na semana que passou foram inúmeras as notícias divulgadas de que o governo dos Estados Unidos está ameaçando bloquear financeiramente a Bolívia por conta de uma suposta ausência de medidas para enfrentar o problema de tráfico de pessoas e trabalho infantil.

De novo, com o surrado argumento de defesa dos “direitos humanos”, os EUA, cujo governo é um dos maiores violadores de direitos humanos no mundo, abastecem com mentiras a opinião pública, buscando aí o suporte para atacar a Bolívia.

Daqui a pouco, também no Brasil, os meios de comunicação estarão no mesmo diapasão e as redes sociais serão inundadas com mentiras “from United States”.

A batalha segue, violenta. A Bolívia é grande produtora de gás e tem reservas imensas de lítio, produto fundamental para a produção de baterias de longa duração, típicas do mundo moderno.

_

Elaine Tavares é Jornalista em Florianópolis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.