Bebianno processa Bolsonaro após acusação de ter planejado suposta facada

Na ação, Bebianno pede que Bolsonaro confirme as declarações dadas em entrevista de que um ex-assessor dele teve participação no suposto atentado a faca contra o então candidato do PSL, na campanha presidencial de 2018

Foto: Antonio Cruz/Agencia Brasil.

Do BR2pontos – O ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno interpelou judicialmente o presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira, 23. Na ação, Bebianno pede que Bolsonaro confirme as declarações dadas em entrevista a VEJA de que um ex-assessor dele teve participação no atentado a faca contra o então candidato do PSL, na campanha presidencial de 2018.

O presidente não revela a quem se refere, mas, ao longo da entrevista, forneceu detalhes que apontam para o ex-ministro, citado em outras declarações de Bolsonaro e de seus filhos como alguém que atuou para “queimar” indicados a vice-presidente em sua chapa, a exemplo do deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP).

“O meu sentimento é que esse atentado teve a mão de 70% da esquerda, 20% de quem estava do meu lado e 10% de outros interesses. Tinha uma pessoa do meu lado que queria ser vice. O cara detonava todas as pessoas com quem eu conversava. Liguei para convidar o Mourão às 5 da manhã do dia em que terminava o prazo de inscrição. Se ele não tivesse atendido, o vice seria essa pessoa. Depois disso, eu passei a valer alguns milhões deitado”, disse Jair Bolsonaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.