Banco do Brasil vai fechar 781 agências e aposentar 18 mil trabalhadores/as

Sabe o que o Banco do Brasil tem para o ano de 2017? Fechamento de agências e Plano extraordinário de aposentadoria incentivada. O Conselho de Administração do BB aprovou essas medidas ontem, domingo (20), sob o nome reorganização institucional e justificativa de equiparação de sua estrutura à de concorrentes privados como Bradesco, Itaú e Santander.

Banco do Brasil vai fechar 781 agências e aposentar 18 mil trabalhadores/as

Sabe o que o Banco do Brasil tem para o ano de 2017? Fechamento de agências e Plano extraordinário de aposentadoria incentivada. O Conselho de Administração do BB aprovou essas medidas ontem, domingo (20), sob o nome reorganização institucional e justificativa de equiparação de sua estrutura à de concorrentes privados como Bradesco, Itaú e Santander.

A rede de atendimento do Banco terá 379 agências transformadas em postos de atendimento e 402 serão desativadas. Foi aprovado também um plano de aposentadoria incentivada que tem como público alvo 18 mil funcionários que estão em condições para se aposentar e a oferta de redução de jornada de 8 para 6 horas diárias a seis mil assessores da direção e superintendências. Mesmo com todas essas reduções, o Banco do Brasil ainda ironicamente afirma que as mudanças não vão comprometer a presença da instituição nos municípios em que atua.

A existência de bancos públicos fortalecidos é para justamente investir no desenvolvimento econômico e social do país. Eles não podem ser orientados pela mesma lógica dos bancos privados. Se não fossem os bancos públicos como o Banco do Brasil e a Caixa, o governo federal não teria condição de executar programas como Bolsa Família, FGTS, Minha Casa Minha Vida, Pronaf, Fies e tantos outros.

Mas na visão dos golpistas e da atual direção do BB, a lógica de um banco público é a do mercado que atua em prol do ajuste, precarização e, portanto, da redução de investimentos. O fechamento de agências de atendimento, a demissão de funcionários e a equivalência dos juros às taxas dos bancos privados só resultam na piora do atendimento à população. É a lógica que abre caminho também para a privatização.

Fonte: Alerta Social.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login