Áudio comprova ligação de Beto Richa com milícia do MBL, afirma deputado João Arruda

O deputado federal João Arruda (PMDB-PR) divulgou um áudio na noite deste sábado (29), nas redes sociais, em que um militante do MBL — Movimento Brasil Livre — confirma que se reuniu com o chefe da Casa Civil Valdir Rossoni (PSDB) para discutir as desocupações de escolas no Paraná.

“Áudio exclusivo mostra que o Richa está fomentando os confrontos durante as ocupações das escolas no Paraná. Primeira mão pra você!”, denunciou no Twitter.

O áudio é de uma conversa gravada com Will Rocha, que pede o telefone do tucano para saber se haverá reintegração do Colégio Estadual Lysímaco Ferreira da Costa.

“A gente esteve com ele [Rossoni, no Palácio] e disse que estava à disposição”, confirmou Rocha num trecho da gravação.

O grupo de ultradireita tem promovido confrontos nas escolas ocupadas na região metropolitana de Curitiba, mas ontem (28) deu ruim para os fascistas em frente do Lysímaco, no bairro Água Verde, e do Pedro Macedo, no bairro Portão, ambos na capital.

João Arruda deverá protocolar na semana que vem, na Câmara, um pedido de instalação de ‘CPI do MBL’ para investigar essa milícia que atua paralela ao Estado e com a omissão do governador do PSDB.

O parlamentar esteve ontem no Lysímaco para reforçar a corrente de solidariedade aos estudantes, que estavam ameaçados por uma invasão do MBL. Os “tiozinhos” da milícia foram expulsos do local.

Na Assembleia Legislativa do Paraná, deputados estaduais de todos os partidos também articulam uma CPI sobre a violência desse grupo de extrema-direita contra adolescentes, bem como por formação de quadrilha e milícia privada em concorrência com o Estado — que tem o monopólio do poder de polícia.

arruda_mbl_richa_rossoni

 

Fonte: Esmael Morais.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login