Audiência entre interventor da UFFS e estudantes acontece hoje em Chapecó/SC

Fotos: Comunicação/Ocupação.

Olá, somos a comissão de comunicação da ocupação da reitoria da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), e estamos entrando em contato com a imprensa para comunicar nossas posições e atividades de mobilização.

Nossas posições

A mobilização estudantil e a ocupação da reitoria da UFFS foi deliberada em assembleia geral dos estudantes com a presença de todos os cursos e posteriormente, de todos os campi. A ocupação iniciou no dia 30 de agosto, se deu a partir da nomeação ilegítima, pelo presidente da república, do Marcelo Recktenvald para o cargo de reitor.

Devido a falta de aprovação evidenciada na insuficiência de votos (o candidato não chegou ao segundo turno), Marcelo mostrou estar disposto a se alinhar ideologicamente e submeter a universidade e seus diversos segmentos às imposições do governo para garantir sua nomeação. Diante disso, deixou claro que pretende implementar o “Future-se” na UFFS, passando por cima do posicionamento da comunidade acadêmica.

Em entrevista à imprensa, declarou estar aberto ao diálogo com os estudantes, fala que não condiz com a sua conduta. A reação ao ser convidado pelos estudantes para discutir sua posição na eleição para reitoria foi encaminhar um pedido de reintegração de posse, além de provocar, através dos servidores, um clima e tensão na comunidade acadêmica. Após o ocorrido, Marcelo foi convocado para uma audiência de conciliação com os estudantes, obrigando-se, desta forma, a dialogar.

Acontecimentos
A audiência de conciliação está marcada para esta terça-feira (10) entre a equipe do Marcelo e o movimento “Ocupa UFFS”. Na última sexta-feira (6), a Juíza Federal Heloisa Menegotto Pozenato esteve no local para ouvir as demandas dos estudantes, fato esse que não tem precedentes em movimentos de ocupação similares, sendo a primeira vez que um interventor nomeado pelo MEC fica obrigado negociar com a comunidade acadêmica. A medida faz parte do processo de reintegração de posse solicitado pela universidade para quinta-feira de manhã. Ainda não há decisão da 2ª Vara Federal de Chapecó sobre o pedido.

As atividades essenciais no prédio da Reitoria não estão sendo prejudicadas, é autorizada a entrada dos servidores e da comunidade acadêmica. Nesta semana, ocorre no local a Semana Acadêmica de Letras, com a participação de estudantes de vários campus. Apenas o Reitor não eleito está sendo impedido de entrar.

São esperados 5 ônibus de estudantes de outros campus do Paraná e Rio Grande do Sul que vem para somar a mobilização. Além disso, os professores paralisaram as atividades e estão organizando uma vigília para em frente a Justiça Federal de Chapecó.

Recktenvald, que foi empossado reitor em cerimônia na noite de quarta (4) em Brasília, começou as atividades na manhã da última sexta em um gabinete instalado no prédio da Procuradoria-Seccional Federal, no Centro de Chapecó. Segundo o reitor, o espaço é provisório, já que os estudantes ocupam o prédio da reitoria.

Segundo informações dos estudantes, em apoio aos protestos, alguns servidores estão se recusando a trabalhar e entregando os cargos, o que tem dificultado o funcionamento da universidade.

Fotos: Comissão de comunicação ocupa UFFS.

*Com informações de

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.