Aty Guasu divulga nota sobre júri “não indígena” e em defesa da inocência dos cinco Guarani Kaiowá

Fonte: Divulgação CIMI.

A Aty Guasu, Grande Assembleia Guarani Kaiowá, principal organização política e social do povo, a Aty Jovem (RAJ) e a Kunãngue Aty Guasu (das mulheres Guarani Kaiowá) emitiram uma nota pública acerca do júri “não indígena” de cinco indígenas Guarani Kaiowá acusados de dois homicídios e da tentativa de um terceiro. A sessão ocorre na sede do Tribunal Regional Federal da 3a região (TRF-3) desde ontem e está previsto para terminar na sexta-feira (7).

Na manifestação, as organizações do povo com o tekoha – lugar onde se é – Passo Piraju afirmam que o grupo armado que atacou a aldeia em 1o de abril de 2006, gerando o conflito a partir da legítima defesa da comunidade, foi contratado para expulsar os indígenas da área.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.