Análise de alimentos da Anvisa constata presença de agrotóxicos acima do normal

Análise de alimentos da Anvisa constata presença de agrotóxicos acima do normal

Por Mauro Ramos.

Quais alimentos contém mais agrotóxicos? Como podem afetar nossa saúde? É possível evitar sua ingestão?

O Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), avalia a cada ano os níveis de resíduos de agrotóxicos nos alimentos de origem vegetal, comercializados em todo o país.

Segundo os últimos dados disponíveis, do período de 2009 a 2011, não houve extrapolação da presença de agrotóxicos nos cereais, frutas, verduras e legumes analisados.

Mesmo assim, a própria Anvisa adverte que não é possível descartar totalmente o risco à saúde, já que a presença de agrotóxicos, por exemplo, pode se acumular com a ingestão de alimentos que a Agência não monitora, como água, leite, ovos ou carne.

Os cinco alimentos analisados que mais contém resíduos de agrotóxicos acima dos níveis aceitáveis são pimentão (com 91,8%), morango (63,4%), pepino (57,%), alface (54,2%) e cenoura (49,6%).

Já arroz, feijão, manga, maçã, cebola e repolho, tiveram menos de 10% de resíduos acima do considerado aceitável. A batata foi o único alimento analisado com 0% .

Segundo a Anvisa, a exposição considerada “menor” aos agrotóxicos pode provocar dores de cabeça, alergias e coceiras. Exposições maiores podem produzir distúrbios do sistema nervoso central e câncer.

É possível reduzir a presença dos agrotóxicos nos nossos alimentos. Alguns tipos de agrotóxicos ficam na parte exterior dos alimentos e, ao lavá-los, é possível retirá-los; mas outros, são absorvidos pelas plantas.

A melhor forma de evitar a ingestão de agrotóxicos através dos alimentos é consumir produtos orgânicos ou agroecológicos. Optar por alimentos de época também é uma boa opção, já que são produzidos com menor quantidade de agrotóxicos.

Fonte: Brasil de Fato

Você precisa estar logado para postar um comentário Login