Ana Campagnolo protocola projeto “Escola sem drogas”

Deputada Ana Campagnolo
FOTO: Rodolfo Espínola/Agência AL

Na sessão ordinária realizada na terça-feira (9), a deputada Ana Caroline Campagnolo (PSL) enfatizou sua participação na Comissão de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, ocorrida na Alesc momentos antes, onde foram debatidos temas como a violência e as drogas, contando com a participação do comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina.

No embalo do assunto e das polêmicas recentes envolvendo o nome da deputada, Ana ressaltou que, através da sugestão de um internauta, protocolou um projeto apelidado na tribuna de Escola sem Drogas, sob número 75/2019.

A deputada destacou que drogas são um problema urgente a ser resolvido no Brasil, primeiro colocado em consumo mundial de crack e segundo em cocaína. Explicou que o ocorrido pode ser considerado uma guerra química, segundo explicado na obra “Red Cocaine” e no livro dos colegas do Instituto Burke chamado “Bandidolatria e Democídio: Ensaios Sobre Garantismo Penal e a Criminalidade no Brasil”, citando o seguinte trecho: “as drogas são uma arma política utilizada para desfibrar o tecido social de uma nação, minando a saúde, embotando o ânimo e o discernimento do povo, solapando seus mais caros valores.”

Concluiu esclarecendo que o projeto contempla a necessidade de exame toxicológico por parte de novos docentes em universidades e escolas estaduais, mostrando uma coletânea de casos de profissionais envolvidos com drogas e tráfico na rede de ensino, recebendo apartes positivos dos colegas que se pronunciaram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.