Almanaque D’Elas é apresentado durante curso sobre gênero

IMG_4638

O Almanaque D’Elas roubou a cena nos últimos instantes do minicurso “Políticas de sexualidade e gênero na América Latina”, ministrado pelo professor Mario Pecheny, no último sábado, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Aberto ao público, o minicurso também integrou a Especialização em Gênero e Diversidade na Escola, oferecido pelo Instituto de Estudos de Gênero (IEG).

IMG_4640

Clair Castilhos, secretária executiva da Rede Feminista de Saúde, apresentou a publicação ao público, e arrancou risadas ao falar dos tabus relacionados ao feminismo. “Ensinaram que toda feminista é feia, bigoduda, mal amada e não gosta de homem. Queremos superar os estigmas que a sociedade patriarcal insiste em propagar para abafar o sentido libertário de nossa luta”, afirmou.

A representante explicou que o almanaque “D’Elas” integra a Campanha “Ah! Então sou feminista” do Fundo Social Elas, fundo brasileiro de investimento social voltado exclusivamente para a promoção do protagonismo de meninas, jovens e mulheres.

IMG_4629

“A campanha parte da ideia de que todas e todos somos feministas, mas não sabemos. De uma forma leve e descontraída, o almanaque tem o desafio de desvelar a cultura da dominação e opressão a que a mulher foi submetida e ainda é. E, por fim levar o leitor à seguinte conclusão: ah, então sou feminista”, explicou.

IMG_4604

Ao final, os alunos receberam a publicação e muitos puderam contar com o autógrafo de Clair, que escreveu o editorial e coordenou a pesquisa para a publicação.

Boa

O palestrante do curso Mario Pecheny é professor das disciplinas Sociologia da Saúde e Ciência Política na Universidad de Buenos Aires (UBA). Ele também faz parte da rede Laboratório Iberoamericano para el Estudio Sociohistorico de las Sexualidades (LIESS).

Fotos: Paula Guimarães

Fonte: Rede Feminista

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.