Abertas inscrições para participar da mostra e feira de arte “O Mundo como Armazém”

Convite aos artistas

Até o próximo dia 30, seguem abertas as inscrições para participação na exposição e feira de arte “O Mundo como Armazém”, a 16ª edição do projeto Armazém que ocorrerá entre 18 de abril e 9 de junho na sala Lindolf Bell no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, como projeto expositivo de extensão do Museu de Arte de Santa Catarina (Masc).

Conforme o título, a mostra abarca o conceito de um mundo como armazém, todas as obras expostas estarão precificadas. Nos dias 8 e 9 de junho, a iniciativa finalizará com um grande encontro entre artistas/coletivos/editoras e público, quando todos os trabalhos artísticos estarão disponíveis para compra, similar a uma grande feira de arte de obras que sejam múltiplos como: publicações de artista, livros de artista, cadernos de artista, cadernos de desenho, diários de artista, diários de bordo, postais, panfletos, cartazes, gravuras, fanzines, lambe-lambes, stickers, cartões, carimbos, objetos, etc; ou seja, trabalhos que tenham tiragens, de pequenas e grandes edições.

Nos mesmos dias da feira também será realizado um seminário nacional sobre o tema múltiplo e publicação de artista, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

A intenção é selecionar um total de 200 inscritos. Poderão se inscrever artistas, coletivos e editoras independentes. Para participar, deve-se ler o Regulamento da 16ª edição do projeto Armazém – “O Mundo como Armazém” – Exposição e Feira (goo.gl/3ZTAfre preencher todos os dados no Formulário de Inscrição On-line (goo.gl/d8WHxH).

Todos os trabalhos inscritos passarão pela análise da equipe curatorial do projeto e a lista de selecionados será divulgada no dia 2 de abril na página do projeto no Facebook e também através de e-mail para os selecionados.

O 16º Projeto Armazém – O mundo como Armazém contemplará artistas/coletivos/editoras selecionados, além de convidados e parte do Acervo do Projeto Armazém.

 Primeira edição do projeto Armazém realizada no Museu Victor Meirelles, em 2011: Anas Viegas/Divulgação

 

Sobre o Armazém:

Criado em 2011, o projeto Armazém apresenta, através de exposições e feiras de arte, obras que sejam múltiplos como publicações de artista, livros de artista, cadernos de artista, cadernos de desenho, diários de artista, diários de bordo, postais, panfletos, cartazes, gravuras, fanzines, lambe-lambes, stickers, cartões, carimbos, objetos, etc; ou seja, trabalhos que tenham tiragens. Três fatores dão título ao projeto: a primeira edição aconteceu em Florianópolis (SC), no Museu Victor Meirelles, instalado na casa natal de Victor Meirelles na qual funcionou um bar e armazém durante parte da primeira metade do século 20. Além das relações com o espaço físico da instituição, essa edição faz referência direta ao grupo Fluxus e ao texto de Arthur C. Danto, “O Mundo como Armazém:

Fluxus e Filosofia”, no livro “O que é Fluxus? O que Não É! O Porquê”, publicado em 2002 pelo Centro Cultural do Banco do Brasil/The Gilbert an Lila Silverman Collection Foundation. Outro fator inspirador é a imagem utilizada nos cartazes das edições, uma fotografia de acervo familiar da idealizadora do projeto, Juliana Crispe. Um retrato do seu bisavô, Osvaldo Manoel Valgas, conhecido como seu Vadico, que entre as décadas de 1930 e 1990 foi sócio/funcionário de um armazém, no bairro Prainha, próximo ao centro da cidade de Florianópolis.

Desde 2011, o Armazém contabiliza a participação de mais de 300 artistas/coletivos brasileiros e alguns estrangeiros. Ao longo desses anos, formou um acervo de trabalhos com mais de 1000 obras em sua coleção.

Armazém é um espaço propositor de relações com a arte. Nas últimas edições, um ou mais curadores são convidados a participar da seleção de artistas e obras, compartilha olhares diferenciados e busca aproximar artistas locais por onde o projeto transita com os artistas já participantes.

Armazém propõe um jogo relacional, propicia experimentar o contato direto com os trabalhos, tocando, lendo, trocando impressões e sensações. A coleção e as  mostras se dão num conjunto heterogêneo e desprendido de hierarquias, valoriza o múltiplo e o coletivo como força pulsante e necessária para as artes.

 Equipe

Armazém: Juliana Crispe (coordenação geral), Fran Favero, Francine Goudel, Joana Amarante e Duda Desrosiers

Curadores da 16ª edição: nomes ainda em análise e constituição

 

Serviço:

O quê: Inscrições para a Exposição e Feira “O Mundo como Armazém”, 16ª edição do projeto Armazém

Quando: Até dia 30 de março

Como: (goo.gl/3ZTAfre preencher o Formulário de Inscrição On-line (goo.gl/d8WHxH).

Onde: Museu de Arte de Santa Catarina, Sala Lindolf Bell, Centro Integrado de Cultura, av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica, Florianópolis (SC), entre 18 de abril e 9 de junho de 2018

Parte deste projeto foi contemplado no Prêmio Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2017

Foto de capa: Armazém instalado no Solar do Barão, em Curitiba, no ano passado -Sarah Uriarte/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.