A que se presta o Ministério Público

Sadismo? Bajulação ilimitada do poder? Repressão da PM cega estudante. Promotor de SP, ao invés de apurar violência policial, quer investigar universidade que prestou apoio a sua aluna.

161019-promotor

Por Igor Fuser.

Um abaixo-assinado em solidariedade à Universidade Federal do ABC (UFABC) está circulando desde terça (18/10), Intitula-se “Em defesa da democracia, da tolerância”. Já recebeu centenas de adesões. A UFABC foi “denunciada” ao Ministério Público por ter prestado ajuda à estudante Deborah Fabri, aluna dessa universidade, de 19 anos de idade, que perdeu a visão de um olho ao ser atingida por uma bomba durante a brutal repressão policial a manifestantes que protestavam contra o golpe, em São Paulo, em 31 de agosto, a noite da deposição da presidenta Dilma Rousseff.

Ao tomarem conhecimento da dolorosa situação de Deborah, gestores da UFABC empenharam-se em prestar toda a ajuda possível à jovem e aos seus familiares, que viajaram imediatamente do interior de Minas Gerais para São Paulo. Como ela já estava hospitalizada e recebia atendimento médico adequado, na prática essa ajuda se limitou a duas iniciativas: 1) providenciar um carro que levou os pais de Deborah da rodoviária ao hospital; 2) enviar um profissional integrante do quadro de servidores da UFABC, que manteve contato com a estudante com a finalidade de lhe prestar apoio psicológico. No total, a despesa com esses procedimentos foi calculada em R$ 14,00 (catorze reais), referentes ao combustível consumido pelos carros da universidade nesses trajetos.

Para espanto geral, a necessária e elogiável atitude da Reitoria da UFABC foi motivo de uma acusação, encaminhada ao Ministério Público, de “mau uso” de recursos da instituição e de “desvio” de suas funções. A denúncia, antecedida por mensagens de ódio e preconceito que circularam nas redes sociais, foi apresentada por um estudante da própria universidade. O mais chocante de tudo é que o Ministério Público acolheu a representação, preliminarmente, e deu início aos procedimentos do que pode se transformar em um caso judicial mais grave.

Com raras exceções, a comunidade universitária da UFABC – professores, funcionários técnico-administrativos e estudantes – tem se expressado de diversas maneiras em solidariedade a Deborah e à generosa atitude da Reitoria, mas essas manifestações até agora se deram num plano informal.

Para formalizar e reforçar o apoio à instituição, num momento em que é injustamente atacada, surgiu a iniciativa deste abaixo-assinado, com o pedido a todas as pessoas dotadas de espírito humanitário e de amor à justiça, independentemente de suas posições políticas, para que agreguem suas assinaturas às já existentes, caso concordem com os termos do documento, que pode ser acessado (e assinado) aqui.

Imagem: Juan Bautista Maino, A recaptura da Bahia de Todos os Santos (1635, detalhe).

Fonte: Outras Palavras

Você precisa estar logado para postar um comentário Login