5a. Marcha dos Catarinenses traz a pauta dos trabalhadores para as ruas de Florianópolis

Publicado em: 07/04/2014 às 11:23
5a. Marcha dos Catarinenses traz a pauta dos trabalhadores para as ruas de Florianópolis

V Marcha catarA Marcha dos Catarinenses chega na sua quinta edição sendo um marco no movimento sindical do estado

Por Sílvia Medeiros.

Dia 9 de abril trabalhadores e trabalhadoras de todo o estado, vão às ruas para cobrar políticas públicas, justiça social e trabalho decente. Organizado pela Coordenação dos Movimentos Sociais – a CMS, a 5º Marcha dos Catarinenses vai acontecer na capital do estado, com concentração a partir das 10 horas na Praça Fernando Machado que fica ao lado do antigo terminal de Florianópolis.

Mais de duas mil pessoas de diferentes regiões do estado vão ocupar as ruas da capital com a pauta dos Movimentos Sociais e Sindicais de Santa Catarina. “Temos uma pauta ampla que envolve as necessidades emergenciais da classe trabalhadora catarinense, que não é atendida pelo governador Raimundo Colombo”, salienta Aldoir Kraemer coordenador da CMS e Secretário de Políticas Sociais da CUT-SC.

O estado de Santa Catarina nos últimos anos tem assegurado o quarto lugar do ranking nacional do PIB per capita (Produto Interno Bruto) e o segundo no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), porém mesmo com estes dados positivos ainda são milhares os catarinenses que continuam convivendo com a miséria, a falta de teto, de terra e de acesso às políticas públicas.

Além disso, a política de governo adotada por Raimundo Colombo tem enfraquecido os serviços públicos e desvalorizado os servidores que frequentemente precisam fazer greves e paralisações para exigirem o cumprimento da data-base e um reajuste mínimo dentro dos ganhos reais.

Nossas bandeiras de luta para a V Marcha dos Catarinenses:

  • Cumprimento da data-base dos servidores públicos estaduais, conforme lei 15695/2011;
  • Política de valorização do Piso Regional de Salário de Santa Catarina baseado nos percentuais do INPC + PIB;
  • Respeito ao piso nacional do magistério com relação à isonomia do reajuste anual, à jornada e carreira;
  • Pela aplicação de 10% do PIB na Educação pública;
  • Pelo fim das terceirizações e a política das OSs;
  • Por políticas de trabalho decente;
  • Por reforma agrária e defesa do modelo da agricultura familiar.

A Marcha dos Catarinenses acontece em sintonia com a Marcha da Classe Trabalhadora organizada pelas centrais sindicais e que vai acontecer em São Paulo neste mesmo dia.

Fonte: http://www.cut-sc.org.br/destaques/1500/5-marcha-dos-catarinenses-traz-a-pauta-dos-trabalhadores-para-as-ruas-de-florianopolis

Deixe uma resposta