26 de julho: Dia da Rebeldia Cubana

O principal evento que antecedeu a Revolução Cubana de 1959 foi o assalto ao quartel Moncada, em Santiago de Cuba, em 26 de julho de 1953. A ação, liderada pelo então estudante Fidel Castro, tinha por objetivo conseguir armas para distribuir entre a população e iniciar uma ação para destituir o general Fulgêncio Batista.

Os revoltosos foram presos e exilados, porém a ação serviu para a criação do Movimento 26 de Julho, um dos principais grupos que atuaram na Revolução Cubana, um dos atos de maior rebeldia na história da América Latina. 65 anos depois, o Movimento Paulista de Solidariedade a Cuba realiza um ato para comemorar o Dia Nacional da Rebeldia Cubana (como ficou conhecida a data em Cuba).

A atividade contará com a participação do escritor e jornalista Fernando Moraes (Blog Nocaute), do jornalista Altamiro Borges (Barão de Itararé) e da cônsul de Cuba em São Paulo, Nélida Hernández. Além disso, haverá apresentação musical de Jara Arraes, com longa carreira no Brasil, na banda Raízes de América e, atualmente, junto com Mayombe Afro-Cubano.

O que: Ato em comemoração ao 26 de julho – Dia Nacional da Rebeldia Cubana

Programação:

18h30 – Recepção com música ao vivo.
19h – Palestra com Fernando Moraes (Blog Nocaute), Altamiro Borges (Barão de Itararé) e Nélida Hernández (Consulado de Cuba em São Paulo).
20h30 – Apresentação de Jara Arraes (Raízes de América/Mayombe Afro-Cubano), com venda de bebidas e comidas cubanas.
Quando: 26 de julho. Às 18h30.
Onde: Auditório do Sindicato dos Arquitetos no Estado de São Paulo (SASP). Rua Araújo, 216, piso intermediário. República, São Paulo.

Evento gratuito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.