Morreu Zindzi Mandela, filha de Nelson Mandela

Aos 25 anos, Zindzi Mandela leu, num comício no Soweto, a carta do pai a rejeitar a proposta de liberdade em troca da admissão dos crimes do ANC.

Foto: Suzanne Plunkett/Reuters

Zindzi Mandela, filha de Nelson Mandela e  de Winnie Madikizela-Mandela, morreu nesta segunda-feira aos 59 anos. Era, desde 2015, embaixadora de África do Sul na Dinamarca e morreu num hospital de Joanesburgo (África do Sul).

Zindzi Mandela ganhou destaque internacional em 1985, quando o regime do apartheid ofereceu a liberdade a Nelson Mandela, em troca de uma denúncia pública da violência perpetrada pelo ANC, na luta pela libertação.

A filha de Mandela, que nasceu pouco tempo antes de o pai ser preso e que tinha então 25 anos, leu num comício no Soweto a carta do pai que rejeitava a proposta do Presidente P.W. Botha, em imagens que correram o mundo.

No discurso que leu, Mandela, a quem as autoridades tinham oferecido a hipótese de uma saída da prisão sob estritas condições, queria deixar claro que só o aceitaria quando os outros presos políticos fossem libertados, o povo livre e o seu movimento, o Congresso Nacional Africano (ANC), legalizado. “A vossa liberdade e a minha liberdade são inseparáveis”, dizia.

A causa da morte ainda não foi divulgada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.