Estátua de traficante de escravos é derrubada e jogada em rio na Inglaterra

Após o monumento cair no chão, manifestantes amarraram uma corda à estátua e a conduziram enquanto a multidão aplaudia. Eles então a rolaram pela rua até o porto antes de empurrá-la para o rio Avon, que corta a cidade.

O monumento em bronze homenageava Edward Colston, que esteve envolvido na Royal African Company, uma empresa comercial envolvida no comércio de escravos no século XVII.

De acordo com o The Telegraph, a empresa transportou cerca de 84 mil homens, mulheres e crianças africanos no período em que Colston esteve envolvido. Estima-se que aproximadamente 19 mil pessoas tenham morrido nas viagens feitas para o Caribe e as Américas.

Uma petição já havia sido elaborada para que a estátua fosse retirada dali, contando com 11 mil assinaturas. “Embora a história não deva ser esquecida, essas pessoas que se beneficiaram da escravidão de indivíduos não merecem a honra de uma estátua. Isso deve ser reservado para aqueles que trazem mudanças positivas e que lutam pela paz, igualdade e unidade social”, descrevia o texto do documento.

Em resposta a um fotógrafo que disse, no Twitter, que se tratava de um “dano criminoso”, o historiador britânico David Olusoga respondeu: “Só checando, foi isso que você disse quando derrubou a estátua de Saddam Hussein?”.

O superintendente da polícia de Avon e Somerset, Andy Bennett, afirmou que 10 mil pessoas participaram da manifestação do Black Lives Matter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.