Congresso terá a maior taxa de candidatos à reeleição da história

Foto: Memória EBC

Por Fábio Góis, Thallita Essi e Edson Sardinha.

Câmara e Senado devem ter a menor taxa histórica de renovação nos quadros nas eleições de 2018, a depender do número de pré-candidatos que conseguirem se reeleger em outubro. Neste ano, o número de deputados e senadores que tentarão a reeleição é o maior, proporcionalmente, desde 1994. Com regras mais favoráveis à reeleição, depois das mudanças da minirreforma eleitoral, a projeção é que os recordes desde a redemocratização sejam quebrados (leia gráficos e a lista de pré-candidatos abaixo).

É o que mostra levantamento exclusivo do Congresso em Foco junto a congressistas, lideranças partidárias e comandos de campanha de cada partido com representação no Congresso. No Senado, são ao menos 33 os pré-candidatos à reeleição; na Câmara, caso 23 deputados que ainda se dizem indecisos resolvam disputar o pleito, o total de recandidaturas será de 447.

Clique aqui para ver as listas

O número de candidatos à reeleição pode ser ainda maior, uma vez que outros postulantes podem surgir até 15 de agosto, prazo-limite para registro de candidaturas. Além disso, as convenções partidárias se darão entre 20 de julho e 5 de agosto, ou seja, mais nomes podem surgir dessas reuniões, a depender do contexto atual de negociações em ritmo intenso.

O recorte de tempo do levantamento é a partir de 1990, quando começou a série histórica elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoramento Parlamentar (Diap). Desde então, a taxa de recandidaturas sempre foi superior a 70% em relação ao número de cadeiras da Câmara. Já no Senado, que a cada quatro anos varia entre 27 (um terço das 81 cadeiras) e 54 vagas em disputa, o índice de recandidaturas oscila para cima quanto mais vagas houver. Segundo o Diap, 2018 terá a menor taxa de renovação da história no Congresso caso as projeções de reeleição se confirmem.

No Senado, dos 54 que terminam o mandato em janeiro de 2019, 33 confirmaram que tentarão se manter no cargo – número superior a cinco das seis eleições anteriores; em 2002, registrou-se uma candidatura à reeleição a mais. Segundo levantamento do Diap, em 1994 foram 20 os candidatos à reeleição, com 54 cadeiras em disputa.

Em 1998, 10 candidatos e 27 vagas. Em 2002, 33 para 54 vagas. Em 2006, 13 para 27 vagas. Em 2010, 29 para 54 vagas. E, na eleição seguinte (2014), dez candidatos para 27 vagas.

Já na Câmara, na hipótese de que os 447 nomes sejam confirmados, haverá o maior registro de recandidaturas da série histórica. Em 1994, quando a composição da Casa era de 503 deputados, foram 397 os postulantes à reeleição.

Na eleição seguinte, em 1998, o número de cadeiras já era o mesmo da atual legislatura (513), e 443 deputados se lançaram à reeleição. Já em 2002, os candidatos à reeleição eram 416. Quatro anos depois, em 2006, 442 disputaram eleição para o mesmo posto. Nas duas eleições seguintes, caiu o número de recandidaturas: 407 nomes em 2010 e 387 no pleito de 2014.

Bancadas

O partido com mais senadores postulantes à reeleição é o MDB, com nove pré-candidatos. O partido do presidente Michel Temer, que tem 18 representantes do Senado, é também um dos que mais têm senadores candidatos às voltas com investigações como a Operação Lava Jato, como este site mostrou em 11 de julho, em outro levantamento exclusivo.

Na sequência estão outros dois partidos com senadores na mira da Justiça: o PT, com quatro representantes candidatos à reeleição; e PSDB e PP, com três nomes cada.

Mas muita coisa ainda pode mudar, como afirmou à reportagem José Pimentel (PT-CE), um dos postulantes à reeleição. Ele explica que as costuras pré-eleitorais, a pleno vapor a poucos meses da eleição, podem redesenhar muitas situações.

“No Ceará tem muita coisa ainda a ser discutida. Há muitas coisas a serem consideradas”, admitiu ao Congresso em Foco.

No Senado

Segundo o Diap, o menor índice de reeleitos em relação às vagas que estavam em disputa em determinado ano foi registrado em 2010 (54 vagas), quando 29 disputaram a reeleição, 17 foram reeleitos e 37 novos senadores foram eleitos – 68,5% de renovação de mandatos em relação às vagas em disputa.

Nos outros anos, a taxa de renovação de mandatos foi sempre superior a 70%. 1994 (54 vagas), eram 20 os candidatos à reeleição, dos quais nove se reelegeram e 45 novatos chegaram ao Senado (83,3% de renovação). Em 1998, com 27 cadeiras em jogo, dez senadores se candidataram, cinco se reelegeram e 22 outros nomes se somaram aos demais (81,5% de renovação).

Quatro anos depois, em 2002 (54 vagas), 33 senadores tentaram a reeleição, 14 se reelegeram e 40 novos representantes foram eleitos (74,1% de renovação). Em 2006, com 27 cadeiras em disputa, 13 tentaram a reeleição e sete foram reeleitos, com 20 novatos (74,1% de renovação). Em 2014 (27 vagas), eram dez os senadores dispostos a renovar o mandato, cinco reeleitos e 22 novos mandatários (renovação de 81,5%).

Na Câmara

São 424 os deputados já candidatos declarados à reeleição, mas o número de postulantes a uma nova legislatura deve ser ainda maior: pelo menos 23 dizem ainda não ter definido que cargo disputarão em outubro. Outros 66 vão tentar o Senado, governos estaduais, assembleias legislativas e até a Presidência da República.

Deputado presidiário tentará reeleição para a Câmara

Há quatro anos, 387 integrantes da Câmara tentaram a reeleição, dos quais 273 (70,5%) alcançaram o objetivo. Os novos números, levantados pela reportagem nos gabinetes dos parlamentares e das lideranças, indicam um horizonte de pouca renovação política. Apenas 13 confirmam, até o momento, que estão fora de qualquer disputa eleitoral.

“Não posso me lançar em uma aventura”, afirma ao Congresso em Foco o deputado federal em atividade há mais mandatos na Câmara, Miro Teixeira (Rede-RJ). Ele já foi eleito em 11 legislaturas. Neste ano, Miro tentará a 12ª. “Me identifico com a política no sentido mais puro da palavra”, acrescenta.

Decididos e indecisos

O PT é o partido com maior número de candidatos à reeleição na Câmara: são 54, de um total de 61 deputados. Na última eleição, a legenda obteve a maior bancada, e é nessa direção que eles pretendem continuar.

O PSDB, por outro lado, pretende emplacar mais candidatos ao Senado, com cinco nomes para a disputa. Entre eles aparece a deputada Mara Gabrilli (SP), a única mulher do grupo que tentará se eleger senadora. Hoje, eles são a segunda legenda no Senado, atrás apenas do MDB.

Dos 49 deputados tucanos na atual legislatura, 37 almejam a reeleição. O número de indecisos é o segundo maior, com cinco candidatos, atrás apenas do PSD, que tem seis. Ou seja, há muita incerteza e negociações pela frente e o desfecho depende das convenções marcadas para o dia 4 de agosto.

Deputados

Adail Carneiro (Podemos-CE) – reeleição
Adalberto Cavalcanti (Avante-PE) – reeleição
Adelmo Carneiro Leão (PT-MG) – reeleição
Adelson Barreto (PR-SE) – reeleição
Adilton Sachetti (PRB-MT) – a definir
Aelton Freitas (PR-MG) – reeleição
Afonso Florence (PT-BA) – reeleição
Afonso Hamm (PP-RS) – reeleição
Afonso Motta (PDT-RS) – reeleição
Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – reeleição
Alan Rick (DEM-AC) – reeleição
Alceu Moreira (MDB-RS) – reeleição
Alessandro Molon (PSB-RJ) – reeleição
Alex Manente (PPS-SP) – reeleição
Alexandre Leite (DEM-SP) – reeleição
Alexandre Serfiotis (PSD-RJ) – reeleição
Alexandre Valle (PR-RJ) – reeleição
Alfredo Kaefer (PP-PR) – reeleição
Alfredo Nascimento (PR-AM) – reeleição
Alice Portugal (PCdoB-BA) – reeleição
Aliel Machado (PSB-PR) – reeleição
Altineu Côrtes (PR-RJ) – reeleição
Aluisio Mendes (Podemos-MA) – reeleição
Ana Perugini (PT-SP) – reeleição
André Abdon (PP-AP) – reeleição
André Amaral (PROS-PB) – reeleição
André de Paula (PSD-PE) – reeleição
André Figueiredo (PDT-CE) – a definir
André Fufuca (PP-MA) – reeleição
Angelim (PT-AC) – reeleição
Aníbal Gomes (DEM-CE) – reeleição
Antonio Balhmann (PDT-CE) – reeleição
Antonio Brito (PSD-BA) – reeleição
Antonio Bulhões (PRB-SP) – a definir
Antonio Imbassahy (PSDB-BA) – a definir
Arlindo Chinaglia (PT-SP) – reeleição
Arnaldo Faria de Sá (PP-SP) – reeleição
Arnaldo Jardim (PPS-SP) – reeleição
Arnaldo Jordy (PPS-PA) – reeleição
Arolde de Oliveira (PSD-RJ) – reeleição
Arthur Lira (PP-AL) – reeleição
Arthur Oliveira Maia (DEM-BA) – reeleição
Arthur Virgílio Bisneto (PSDB-AM) – a definir
Assis Carvalho (PT-PI) – reeleição
Assis do Couto (PDT-PR) – reeleição
Átila Lins (PP-AM) – reeleição
Átila Lira (PSB-PI) – reeleição
Augusto Carvalho (SD-DF) – reeleição
Augusto Coutinho (SD-PE) – reeleição
Aureo (SD-RJ) – reeleição
Bacelar (Podemos-BA) – reeleição
Baleia Rossi (MDB-SP) – reeleição
Bebeto (PSB-BA) – reeleição
Benedita da Silva (PT-RJ) – reeleição
Benito Gama (PTB-BA) – reeleição
Benjamin Maranhão (MDB-PB) – reeleição
Betinho Gomes (PSDB-PE) – reeleição
Beto Faro (PT-PA) – reeleição
Beto Mansur (MDB-SP) – reeleição
Beto Rosado (PP-RN) – reeleição
Beto Salame (PP-PA) – reeleição
Bilac Pinto (DEM-MG) – reeleição
Bohn Gass (PT-RS) – reeleição
Bruna Furlan (PSDB-SP) – reeleição
Brunny (PR-MG) – reeleição
Bruno Araújo (PSDB-PE) – a definir
Cabo Sabino (Avante-CE) – reeleição
Cabuçu Borges (MDB-AP) – reeleição
Cacá Leão (PP-BA) – reeleição
Caetano (PT-BA) – reeleição
Caio Narcio (PSDB-MG) – reeleição
Cajar Nardes (Podemos-RS) – reeleição
Capitão Augusto (PR-SP) – reeleição
Capitão Fábio Abreu (PR-PI) – reeleição
Carlos Andrade (PHS-RR) – reeleição
Carlos Bezerra (MDB-MT) – a definir
Carlos Gomes (PRB-RS) – reeleição
Carlos Henrique Gaguim (DEM-TO) – reeleição
Carlos Manato (PSL-ES) – reeleição
Carlos Melles (DEM-MG) – reeleição
Carlos Sampaio (PSDB-SP) – reeleição
Carlos Zarattini (PT-SP) – reeleição
Carmen Zanotto (PPS-SC) – reeleição
Célio Silveira (PSDB-GO) – reeleição
Celso Jacob (MDB-RJ) – a definir
Celso Maldaner (MDB-SC) – reeleição
Celso Pansera (PT-RJ) – reeleição
Celso Russomanno (PRB-SP) – a definir
César Messias (PSB-AC) – reeleição
Cesar Souza (PSD-SC) – a definir
Chico D’Angelo (PDT-RJ) – reeleição
Chico Lopes (PCdoB-CE) – reeleição
Christiane de Souza Yared (PR-PR) – reeleição
Clarissa Garotinho (PROS-RJ) – reeleição
Claudio Cajado (PP-BA) – reeleição
Cleber Verde (PRB-MA) – reeleição
Conceição Sampaio (PSDB-AM) – reeleição
Covatti Filho (PP-RS) – reeleição
Cristiane Brasil (PTB-RJ) – reeleição
Dagoberto Nogueira (PDT-MS) – reeleição
Damião Feliciano (PDT-PB) – reeleição
Dâmina Pereira (Podemos-MG) – reeleição
Daniel Almeida (PCdoB-BA) – reeleição
Daniel Coelho (PPS-PE) – reeleição
Danilo Cabral (PSB-PE) – reeleição
Danilo Forte (PSDB-CE) – reeleição
Danrlei de Deus Hinterholz (PSD-RS) – reeleição
Darcísio Perondi (MDB-RS) – reeleição
Delegado Éder Mauro (PSD-PA) – reeleição
Delegado Edson Moreira (PR-MG) – reeleição
Delegado Waldir (PSL-GO) – reeleição
Deley (PTB-RJ) – reeleição
Diego Andrade (PSD-MG) – a definir
Diego Garcia (Podemos-PR) – reeleição
Dimas Fabiano (PP-MG) – reeleição
Domingos Neto (PSD-CE) – reeleição
Domingos Sávio (PSDB-MG) – reeleição
Dr. Jorge Silva (SD-ES) – reeleição
Dr. Sinval Malheiros (Podemos-SP) – reeleição
Dulce Miranda (MDB-TO) – reeleição
Edio Lopes (PR-RR) – reeleição
Edmar Arruda (PSD-PR) – reeleição
Edmilson Rodrigues (Psol-PA) – reeleição
Eduardo Barbosa (PSDB-MG) – reeleição
Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) – reeleição
Eduardo Cury (PSDB-SP) – reeleição
Eduardo da Fonte (PP-PE) – a definir
Efraim Filho (DEM-PB) – reeleição
Elcione Barbalho (MDB-PA) – reeleição
Eli Corrêa Filho (DEM-SP) – reeleição
Elizeu Dionizio (PSB-MS) – reeleição
Elmar Nascimento (DEM-BA) – reeleição
Enio Verri (PT-PR) – reeleição
Erika Kokay (PT-DF) – reeleição
Erivelton Santana (PATRI-BA) – reeleição
Eros Biondini (PROS-MG) – reeleição
Evair Vieira De Melo (PP-ES) – reeleição
Evandro Gussi (PV-SP) – a definir
Evandro Roman (PSD-PR) – reeleição
Expedito Netto (PSD-RO) – reeleição
Ezequiel Fonseca (PP-MT) – reeleição
Ezequiel Teixeira (Podemos-RJ) – reeleição
Fábio Faria (PSD-RN) – reeleição
Fabio Garcia (DEM-MT) – reeleição
Fábio Mitidieri (PSD-SE) – reeleição
Fábio Ramalho (MDB-MG) – reeleição
Fabio Reis (MDB-SE) – reeleição
Fábio Sousa (PSDB-GO) – reeleição
Fábio Trad (PSD-MS) – reeleição
Fausto Pinato (PP-SP) – reeleição
Felipe Bornier (PROS-RJ) – reeleição
Felipe Carreras (PSB-PE) – reeleição
Felipe Maia (DEM-RN) – reeleição
Félix Mendonça Júnior (PDT-BA) – reeleição
Fernando Coelho Filho (DEM-PE) – reeleição
Flávia Morais (PDT-GO) – reeleição
Flaviano Melo (MDB-AC) – reeleição
Flavinho (PSC-SP) – reeleição
Floriano Pesaro (PSDB-SP) – reeleição
Francisco Chapadinha (Podemos-PA) – reeleição
Francisco Floriano (DEM-RJ) – reeleição
Gabriel Guimarães (PT-MG) – reeleição
Genecias Noronha (SD-CE) – reeleição
George Hilton (PSC-MG) – reeleição
Geovania de Sá (PSDB-SC) – reeleição
Geraldo Resende (PSDB-MS) – reeleição
Giacobo (PR-PR) – reeleição
Gilberto Nascimento (PSC-SP) – reeleição
Giovani Cherini (PR-RS) – reeleição
Giovani Feltes (MDB-RS) – reeleição
Giuseppe Vecci (PSDB-GO) – reeleição
Givaldo Carimbão (Avante-AL) – reeleição
Givaldo Vieira (PCdoB-ES) – reeleição
Glauber Braga (Psol-RJ) – reeleição
Gonzaga Patriota (PSB-PE) – reeleição
Gorete Pereira (PR-CE) – reeleição
Goulart (PSD-SP) – reeleição
Guilherme Mussi (PP-SP) – reeleição
Heitor Schuch (PSB-RS) – reeleição
Helder Salomão (PT-ES) – reeleição
Hélio Leite (DEM-PA) – reeleição
Henrique Fontana (PT-RS) – reeleição
Heráclito Fortes (DEM-PI) – reeleição
Herculano Passos (MDB-SP) – reeleição
Hermes Parcianello (MDB-PR) – reeleição
Heuler Cruvinel (PP-GO) – a definir
Hildo Rocha (MDB-MA) – reeleição
Hiran Gonçalves (PP-RR) – reeleição
Hissa Abrahão (PDT-AM) – reeleição
Hugo Leal (PSD-RJ) – reeleição
Hugo Motta (PRB-PB) – reeleição
Iracema Portella (PP-PI) – reeleição
Irajá Abreu (PSD-TO) – a definir
Ivan Valente (Psol-SP) – reeleição
Jaime Martins (PROS-MG) – reeleição
Jandira Feghali (PCdoB-RJ) – reeleição
Jean Wyllys (Psol-RJ) – reeleição
Jefferson Campos (PSB-SP) – reeleição
Jerônimo Goergen (PP-RS) – reeleição
Jéssica Sales (MDB-AC) – reeleição
Jhc (PSB-AL) – reeleição
Jhonatan De Jesus (PRB-RR) – reeleição
Jô Moraes (PCdoB-MG) – a definir
João Arruda (MDB-PR) – reeleição
João Campos (PRB-GO) – reeleição
João Carlos Bacelar (PR-BA) – reeleição
João Daniel (PT-SE) – reeleição
João Derly (REDE-RS) – reeleição
João Fernando Coutinho (PROS-PE) – reeleição
João Gualberto (PSDB-BA) – reeleição
João Marcelo Souza (MDB-MA) – reeleição
João Paulo Papa (PSDB-SP) – reeleição
João Rodrigues (PSD-SC) – reeleição
Joaquim Passarinho (PSD-PA) – reeleição
Jony Marcos (PRB-SE) – reeleição
Jorge Côrte Real (PTB-PE) – reeleição
Jorge Solla (PT-BA) – reeleição
Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP) – reeleição
Jorginho Mello (PR-SC) – reeleição
José Airton Cirilo (PT-CE) – reeleição
José Carlos Aleluia (DEM-BA) – reeleição
José Carlos Araújo (PR-BA) – reeleição
José Guimarães (PT-CE) – reeleição
José Mentor (PT-SP) – reeleição
José Nunes (PSD-BA) – a definir
José Otávio Germano (PP-RS) – reeleição
José Priante (MDB-PA) – reeleição
José Rocha (PR-BA) – reeleição
Jose Stédile (PSB-RS) – reeleição
Josi Nunes (PROS-TO) – reeleição
Josias Gomes (PT-BA) – reeleição
Jovair Arantes (PTB-GO) – reeleição
Jozi Araújo (Podemos-AP) – reeleição
Júlia Marinho (PSC-PA) – reeleição
Julião Amin (PDT-MA) – reeleição
Júlio Cesar (PSD-PI) – a definir
Júlio Delgado (PSB-MG) – reeleição
Julio Lopes (PP-RJ) – reeleição
Junior Marreca (PATRI-MA) – reeleição
Junji Abe (MDB-SP) – reeleição
Juscelino Filho (DEM-MA) – reeleição
Kaio Maniçoba (SD-PE) – reeleição
Keiko Ota (PSB-SP) – reeleição
Laercio Oliveira (PP-SE) – reeleição
Laerte Bessa (PR-DF) – reeleição
Laudivio Carvalho (Podemos-MG) – reeleição
Laura Carneiro (DEM-RJ) – reeleição
Lázaro Botelho (PP-TO) – reeleição
Leandre (PV-PR) – reeleição
Lelo Coimbra (MDB-ES) – reeleição
Leo de Brito (PT-AC) – reeleição
Leonardo Monteiro (PT-MG) – reeleição
Leonardo Picciani (MDB-RJ) – reeleição
Leonardo Quintão (MDB-MG) – reeleição
Leônidas Cristino (PDT-CE) – reeleição
Leopoldo Meyer (PSB-PR) – reeleição
Lincoln Portela (PR-MG) – reeleição
Lindomar Garçon (PRB-RO) – reeleição
Lobbe Neto (PSDB-SP) – reeleição
Luana Costa (PSC-MA) – reeleição
Lucas Vergilio (SD-GO) – reeleição
Luciana Santos (PCdoB-PE) – reeleição
Luciano Ducci (PSB-PR) – reeleição
Lucio Mosquini (MDB-RO) – reeleição
Lúcio Vale (PR-PA) – reeleição
Lucio Vieira Lima (MDB-BA) – reeleição
Luis Tibé (Avante-MG) – reeleição
Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) – reeleição
Luiz Carlos Ramos (PR-RJ) – reeleição
Luiz Cláudio (PR-RO) – reeleição
Luiz Couto (PT-PB) – reeleição
Luiz Lauro Filho (PSB-SP) – reeleição
Luiz Nishimori (PR-PR) – reeleição
Luiz Sérgio (PT-RJ) – reeleição
Luiza Erundina (Psol-SP) – reeleição
Luizianne Lins (PT-CE) – reeleição
Macedo (PP-CE) – reeleição
Magda Mofatto (PR-GO) – reeleição
Mandetta (DEM-MS) – reeleição
Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) – reeleição
Marcelo Aro (PHS-MG) – reeleição
Marcelo Castro (MDB-PI) – reeleição
Marcelo Delaroli (PR-RJ) – reeleição
Marcelo Ortiz (Podemos-SP) – reeleição
Marcelo Squassoni (PRB-SP) – reeleição
Marcio Alvino (PR-SP) – reeleição
Márcio Biolchi (MDB-RS) – reeleição
Márcio Marinho (PRB-BA) – reeleição
Marco Antônio Cabral (MDB-RJ) – reeleição
Marco Maia (PT-RS) – reeleição
Marco Tebaldi (PSDB-SC) – reeleição
Marcon (PT-RS) – reeleição
Marcondes Gadelha (PSC-PB) – reeleição
Marcos Abrão (PPS-GO) – reeleição
Marcos Reategui (PSD-AP) – reeleição
Marcos Soares (DEM-RJ) – reeleição
Marcus Pestana (PSDB-MG) – reeleição
Marcus Vicente (PP-ES) – reeleição
Margarida Salomão (PT-MG) – reeleição
Maria do Rosário (PT-RS) – reeleição
Maria Helena (MDB-RR) – reeleição
Mariana Carvalho (PSDB-RO) – reeleição
Marinaldo Rosendo (PP-PE) – reeleição
Marinha Raupp (MDB-RO) – reeleição
Mário Heringer (PDT-MG) – reeleição
Mário Negromonte Jr. (PP-BA) – reeleição
Marx Beltrão (PSD-AL) – reeleição
Mauro Lopes (MDB-MG) – reeleição
Miguel Corrêa (PT-MG) – reeleição
Miguel Haddad (PSDB-SP) – a definir
Miguel Lombardi (PR-SP) – reeleição
Milton Monti (PR-SP) – reeleição
Miro Teixeira (REDE-RJ) – reeleição
Misael Varella (PSD-MG) – reeleição
Missionário José Olimpio (DEM-SP) – reeleição
Moses Rodrigues (MDB-CE) – reeleição
Nelson Marquezelli (PTB-SP) – reeleição
Nelson Pellegrino (PT-BA) – reeleição
Newton Cardoso Jr (MDB-MG) – reeleição
Nilson Pinto (PSDB-PA) – reeleição
Nilto Tatto (PT-SP) – reeleição
Nilton Capixaba (PTB-RO) – reeleição
Nivaldo Albuquerque (PRP-AL) – reeleição
Norma Ayub (DEM-ES) – reeleição
Odair Cunha (PT-MG) – reeleição
Odorico Monteiro (PSB-CE) – reeleição
Onyx Lorenzoni (DEM-RS) – reeleição
Orlando Silva (PCdoB-SP) – reeleição
Osmar Bertoldi (DEM-PR) – reeleição
Osmar Serraglio (PP-PR) – reeleição
Osmar Terra (MDB-RS) – reeleição
Osvaldo Mafra (SD-SC) – reeleição
Otavio Leite (PSDB-RJ) – reeleição
Padre João (PT-MG) – reeleição
Paes Landim (PTB-PI) – reeleição
Pastor Eurico (PATRI-PE) – reeleição
Patrus Ananias (PT-MG) – reeleição
Paulão (PT-AL) – reeleição
Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) – reeleição
Paulo Azi (DEM-BA) – reeleição
Paulo Feijó (PR-RJ) – reeleição
Paulo Foletto (PSB-ES) – reeleição
Paulo Freire (PR-SP) – reeleição
Paulo Magalhães (PSD-BA) – reeleição
Paulo Pereira Da Silva (SD-SP) – reeleição
Paulo Pimenta (PT-RS) – reeleição
Paulo Teixeira (PT-SP) – reeleição
Pedro Cunha Lima (PSDB-PB) – reeleição
Pedro Paulo (DEM-RJ) – reeleição
Pedro Uczai (PT-SC) – reeleição
Pedro Vilela (PSDB-AL) – reeleição
Pompeo De Mattos (PDT-RS) – reeleição
Pr. Marco Feliciano (Podemos-SP) – reeleição
Prof. Gedeão Amorim (MDB-AM) – reeleição
Professor Victório Galli (PSL-MT) – reeleição
Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) – reeleição
Professora Marcivania (PCdoB-AP) – reeleição
Rafael Motta (PSB-RN) – reeleição
Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) – reeleição
Raquel Muniz (PSD-MG) – reeleição
Reginaldo Lopes (PT-MG) – reeleição
Rejane Dias (PT-PI) – reeleição
Remídio Monai (PR-RR) – reeleição
Renato Andrade (PP-MG) – reeleição
Renato Molling (PP-RS) – reeleição
Ricardo Barros (PP-PR) – reeleição
Ricardo Izar (PP-SP) – reeleição
Ricardo Teobaldo (Podemos-PE) – reeleição
Roberto Alves (PRB-SP) – reeleição
Roberto Balestra (PP-GO) – reeleição
Roberto de Lucena (Podemos-SP) – reeleição
Roberto Sales (DEM-RJ) – reeleição
Rodrigo de Castro (PSDB-MG) – reeleição
Rodrigo Martins (PSB-PI) – reeleição
Rogério Marinho (PSDB-RN) – reeleição
Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC) – reeleição
Rogério Rosso (PSD-DF) – a definir
Ronaldo Benedet (MDB-SC) – reeleição
Ronaldo Carletto (PP-BA) – reeleição
Ronaldo Lessa (PDT-AL) – reeleição
Ronaldo Martins (PRB-CE) – reeleição
Ronaldo Nogueira (PTB-RS) – reeleição
Rosangela Gomes (PRB-RJ) – a definir
Rossoni (PSDB-PR) – reeleição
Rubens Bueno (PPS-PR) – reeleição
Rubens Otoni (PT-GO) – reeleição
Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA) – reeleição
Samuel Moreira (PSDB-SP) – reeleição
Sandes Júnior (PP-GO) – reeleição
Sandro Alex (PSD-PR) – reeleição
Saraiva Felipe (MDB-MG) – reeleição
Sebastião Oliveira (PR-PE) – reeleição
Sérgio Brito (PSD-BA) – reeleição
Sérgio Reis (PRB-SP) – reeleição
Sergio Souza (MDB-PR) – reeleição
Sergio Vidigal (PDT-ES) – reeleição
Sergio Zveiter (DEM-RJ) – reeleição
Shéridan (PSDB-RR) – reeleição
Sibá Machado (PT-AC) – reeleição
Silas Câmara (PRB-AM) – reeleição
Silvio Torres (PSDB-SP) – reeleição
Simão Sessim (PP-RJ) – reeleição
Simone Morgado (MDB-PA) – reeleição
Soraya Santos (PR-RJ) – reeleição
Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) – reeleição
Stefano Aguiar (PSD-MG) – reeleição
Subtenente Gonzaga (PDT-MG) – reeleição
Tadeu Alencar (PSB-PE) – reeleição
Takayama (PSC-PR) – a definir
Tenente Lúcio (PR-MG) – reeleição
Tereza Cristina (DEM-MS) – reeleição
Thiago Peixoto (PSD-GO) – reeleição
Tia Eron (PRB-BA) – reeleição
Toninho Wandscheer (PROS-PR) – reeleição
Uldurico Junior (PPL-BA) – reeleição
Vaidon Oliveira (PROS-CE) – reeleição
Valadares Filho (PSB-SE) – reeleição
Valdir Colatto (MDB-SC) – reeleição
Valmir Assunção (PT-BA) – reeleição
Valmir Prascidelli (PT-SP) – reeleição
Valtenir Pereira (MDB-MT) – reeleição
Vander Loubet (PT-MS) – reeleição
Vanderlei Macris (PSDB-SP) – reeleição
Vicente Arruda (PR-CE) – reeleição
Vicentinho (PT-SP) – reeleição
Vicentinho Júnior (PR-TO) – reeleição
Victor Mendes (MDB-MA) – reeleição
Vinicius Carvalho (PRB-SP) – reeleição
Vinicius Gurgel (PR-AP) – reeleição
Vitor Lippi (PSDB-SP) – reeleição
Vitor Valim (PROS-CE) – reeleição
Wadih Damous (PT-RJ) – reeleição
Waldenor Pereira (PT-BA) – reeleição
Waldir Maranhão (PSDB-MA) – a definir
Walney Rocha (PATRI-RJ) – reeleição
Walter Alves (MDB-RN) – reeleição
Walter Ihoshi (PSD-SP) – reeleição
Weliton Prado (PROS-MG) – reeleição
Wellington Roberto (PR-PB) – reeleição
Weverton Rocha (PDT-MA) – reeleição
Wladimir Costa (SD-PA) – reeleição
Wolney Queiroz (PDT-PE) – reeleição
Yeda Crusius (PSDB-RS) – reeleição
Zé Carlos (PT-MA) – reeleição
Zé Silva (SD-MG) – reeleição
Zeca Cavalcanti (PTB-PE) – reeleição
Zeca Dirceu (PT-PR) – reeleição

Senadores

Ana Amélia (PP-RS) – reeleição
Ângela Portela (PDT-RR) – reeleição
Benedito de Lira (PP-AL) – reeleição
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) – reeleição
Ciro Nogueira (PP-PI) – reeleição
Cristovam Buarque (PPS-DF) – reeleição
Edison Lobão (MDB-MA) – reeleição
Eunício Oliveira (MDB-CE) – reeleição
Flexa Ribeiro (PSDB-PA) – reeleição
Garibaldi Alves (MDB-RN) – reeleição
Humberto Costa (PT-PE) – reeleição
Jader Barbalho (MDB-PA) – reeleição
Jorge Viana (PT-AC) – reeleição
José Pimentel (PT-CE) – reeleição
Lindbergh Farias (PT-RJ) – reeleição
Lúcia Vânia (PSB-GO) – reeleição
Magno Malta (PR-ES) – reeleição
Marta Suplicy (MDB-SP) – reeleição
Paulo Paim (PT-RS) – reeleição
Randolfe (Rede-AP) – reeleição
Regina Souza (PT-PI) – reeleição
Renan Calheiros (MDB-AL) – reeleição
RIcardo Ferraço (PSDB-ES) – reeleição
Romero Jucá (MDB-RR) – reeleição
Valdir Raupp (MDB-RO) – reeleição
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) – reeleição
Waldemir Moka (MDB-MS) – reeleição
Wilder Morais (DEM-GO) – reeleição
Eduardo Lopes (PRB-RJ) – reeleição
Pedro Chaves (PRB-MS) – reeleição
Sérgio Petecão (PSD-AC) – reeleição
Rudson Leite (PV-RR) – reeleição
José Medeiro (Podemosmos-MT) – reeleição

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.